Edições anteriores

2020

v. 1, n. 1 (2020): XVI ERIC ENCONTRO REGIONAL DE INICIAÇÃO CIÊNTIFICA

A divulgação da ciência é fundamental para que a sociedade e a comunidade acadêmico-científica acompanhe e entenda o que está sendo realizado nas instituições de Ensino Superior. Como forma de divulgação da ciência, têm-se os eventos de Iniciação Científica. Nesses eventos, os pesquisadores têm a oportunidade de apresentar as suas pesquisas em andamento ou as já finalizadas, mostrando assim, o resultado das suas investigações. A FAFIMAN, compreendendo o seu papel de fomentadora da pesquisa, do ensino e da extensão, apresenta o XVI ERIC (Encontro Regional de Iniciação Científica) como forma de proporcionar aos acadêmicos, professores e comunidade a oportunidade de expor as suas atividades ligadas à Ciência e os resultados de suas investigações científicas. Em virtude do momento em que o mundo está vivendo, torna-se imperioso valorizar, divulgar e aproximar a sociedade das instituições que trabalham a Ciência em suas diversas áreas. Tendo em vista a impossibilidade de se realizar presencialmente e respeitando as normas estabelecidas de distanciamento social em função da Pandemia por Covid-19, o evento acontecerá na modalidade on-line e o link estará disponibilizado no banner do evento 01 (uma) hora antes do início dos trabalhos.                                                      Seja bem-vindo(a) ao XVI ERIC – FAFIMAN 2020.


2019

v. 1, n. 1 (2019): XV ERIC – FAFIMAN 2019.

Dentre as formas de divulgação da ciência, estão os eventos de Iniciação Científica. Os cientistas, para difusão das suas pesquisas, sobretudo dos resultados parciais, não optam, de imediato, por meios convencionais, mas recorrem a pré-edições versões provisórias e comunicações em eventos e congressos. Objetiva-se, assim, discutir as vantagens desses encontros, na atualidade, com enfoque sobre as modalidades de apresentações e de apresentadores, acrescentando reflexão sobre os eventos científicos como recurso para a comunicação científica.
Os tempos mudaram e as mudanças prosseguem. Alcançam todos os setores da vida humana, incluindo, com força total, as atividades científicas e tecnológicas, imprescindíveis ao processo desenvolvimentista das diferentes nações.
Mais do que antes, o homem contemporâneo percebe a ciência não somente como soma dos conhecimentos humanos historicamente acumulados ao longo dos séculos, mas, essencialmente, como processo que visa à produção de novos saberes, estruturados com métodos, teorias e linguagens próprias, que visam compreender e, portanto, a orientar a natureza e as atividades humanas.
Ora, se a ciência está a serviço da sociedade, a divulgação de resultados das pesquisas empreendidas constitui etapa fundamental às suas ações, tanto para permitir que a população tire proveito dos avanços, como para legitimá-los.
Ao contrário do que ocorre em outras áreas da vida social, na atividade científica prevalece a desconfiança e/ou a suspeição do julgamento, até que as evidências sejam devidamente comprovadas. Tal ceticismo sistemático, segundo o qual a ciência não legitima os novos conhecimentos de forma dogmática, concorre para o estabelecimento de disciplina intelectual rígida e padrões críticos elevados para os cientistas, diante dos próprios resultados.
O cientista lança mão de recursos diversificados para difusão das suas descobertas, que vão desde os mais informais aos eletrônicos, preferencialmente, de forma concomitante, porquanto eles não são antagônicos, mas sim, complementares. Os cientistas registram as suas pesquisas com maior precisão graças à elaboração de capítulos de livros, artigos de periódicos, comunicações em eventos técnico-científicos e outros meios. Isto requer estruturas abrangentes, entre as quais estão associações profissionais, programas universitários de graduação e pós-graduação, docentes da mesma disciplina e acadêmicos.
Quando da popularização dos conhecimentos gerados, os esforços empreendidos pretendem tornar a ciência acessível ao grande público, por meio de intermediários, como jornalistas e editores, os quais se posicionam como mediadores entre o pesquisador e sociedade.
A Iniciação Científica da FAFIMAN tem por objetivo promover o Evento denominado ERIC como forma de reflexão e divulgação da ciência.
Seja bem-vindo(a) ao XV ERIC – FAFIMAN 2019.


2017

v. 1, n. 1 (2017): XIII ERIC

Quando, no século XVII, Galileu Galilei apresentou sua teoria revolucionária a respeito de conceitos astronômicos que foram de encontro a uma ordem milenar estabelecida, propondo a teoria do heliocentrismo, tal verdade trouxe reflexos em todas as áreas do conhecimento humano.
O resultado de suas pesquisas não partiu do zero, resultou do acúmulo de conhecimentos adquiridos ao longo tempo. Os estudos não pararam em Galileu. Assim tem sido a evolução da ciência desde o homem primitivo com as invenções e descobertas. 
O estágio no qual a ciência se encontra evidencia uma relação com o “já-vivido”, “já-visto”, “já-feito” (BARTHES, Roland. S/Z.). No século XXI, as transformações ocorridas estão proporcionando mudanças radicais. A humanidade terá que se adaptar a essa revolução cientifica, como sempre fez ao longo da história. 
Profissões deixam de existir e novas surgem, métodos de ensino acadêmico deverão ser revistos, conteúdos programáticos adquiridos nas escolas terão que levar em conta todo suporte tecnológico facilmente disponível aos estudantes. Um exemplo emblemático é o telefone celular, uma porta de entrada a informações inimagináveis até então. 
A relação entre as pessoas entra num estágio como nunca antes visto na história. Vivemos uma época de transição da aquisição do conhecimento, na qual conceitos arraigados à sociedade serão substituídos. 
Nesse sentido, a FAFIMAN, como espaço privilegiado para o debate de ideias sistematizadas, promove o XIII ERIC – Encontro Regional de Iniciação Científica, com o objetivo de proporcionar um momento oportuno para apresentação de pesquisas acadêmicas.
A ciência continua caminhando, muito ainda é desconhecido. A FAFIMAN espera contribuir para a leitura deste período de mudanças profundas na busca e na prática do conhecimento. O mundo não será o mesmo.

Seja bem-vindo(a) ao XIII ERIC –  FAFIMAN 2017.


1 a 5 de 5 itens