POLÍTICA EDUCACIONAL E PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL: APROXIMAÇÕES INEVITÁVEIS

Aristéia Mariane Kayser, Marco Aurélio da Silva, Raimunda Nonata Fortes Braga

Resumo


O artigo ora aqui anunciado visa descrever sobre algumas possíveis
questões voltadas à implementação de políticas educacionais, assim
como sua relação tênue com a educação e com o planejamento, e sua
contribuição para o planejamento educacional. Sabe-se que para cada
governo háumtipo ideológico de educação, uma vez que toda concepção
de educação veicula um modo de compreender o homem e o mundo.
Salientado que a educação é um ato político, possivelmente ela pode
sofrer influências das políticas públicas ofertadas pelo governo.Assim, o
planejamento é decorrente dessas ações políticas, por essa razão falar de
política educacional é bastante complexo devido à diversidade de fatores
que a permeiam. Diante dos estudos realizados foi possível perceber que
são diversos fatores que contribuem na construção e aplicação das
políticas educacionais, assim como na construção do planejamento. A
pesquisa aqui proposta se estrutura a partir das reflexões teóricas de Ball
(2001), Gadotti (2010) Gandin (2011), Mainardes (2006) Paro
(2005).Todavia, pretende-se analisar, interpretar e compreender a
relação, isto é se existe, entre política educacional e planejamento
institucional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Aristéia Mariane Kayser, Marco Aurélio da Silva, Raimunda Nonata Fortes Braga