AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS RICOS EM ANTIOXIDANTES E DO CONHECIMENTO SOBRE OS RADICAIS LIVRES POR PARTE DOS ACADÊMICOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E ENFERMAGEM DA FAFIMAN

Grisiely Yara Ströher Neves, Gisely Luzia Ströher, Antonio Roberto Elias Junior, Ligia Cristina Takashima, Rosimare Lacerda de Assis

Resumo


Em pesquisa realizada com 83 acadêmicos dos cursos de Ciências Biológicas e Enfermagem da FAFIMAN, a partir de um questionário com questões pré-estabelecidas sobre os radicais livres e alimentos que são fonte de antioxidantes, 80% dos entrevistados responderam que já ouviram falar em radicais livres e 95% em antioxidantes. Quando questionados em relação aos principais efeitos dos radicais livres sobre o corpo, 34% responderam ser o envelhecimento precoce. Quanto à frequência de consumo de substâncias antioxidantes na alimentação, em se tratando da vitamina C e do betacaroteno (precursor da vitamina A), 30% e 45% respectivamente dos entrevistados responderam sempre consumi-los através dos alimentos. Quanto à vitamina E, flavonoides, selênio e coenzima Q-10, a maioria dos entrevistados afirmaram raramente consumir alimentos ricos nestes antioxidantes, chegando a 80% de negativa no caso do selênio. Embora a maioria dos acadêmicos já tenha ouvido falar em radicais livres e antioxidantes, grande parte deles ainda não adequou a sua dieta aos benefícios proporcionados pelos antioxidantes no combate aos radicais livres, uma vez que a alimentação saudável e rica em antioxidantes melhora a qualidade de vida e ajuda a reduzir e a prevenir doenças.

Palavras-Chave:Antioxidantes. Radicais livres.Alimentação saudável.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Grisiely Yara Ströher Neves, Gisely Luzia Ströher, Antonio Roberto Elias Junior, Ligia Cristina Takashima, Rosimare Lacerda de Assis