IMPACTOS ECOLÓGICOS EM UM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTICA: UMAABORDAGEM MACROECOLÓGICA POR MEIO DE IMAGENS

Fagner de Souza, Verõnica Klepka

Resumo


O crescimento não planejado das áreas urbanas é um dos grandes problemas na conservação de fragmentos florestais. Lacunas na legislação brasileira vêm causando disputas de territórios entre órgãos governamentais e proprietários de terras. O objetivo deste trabalho foi calcular a área de fragmentos florestais com características visuais

diferentes, relacionando os dados obtidos com conceitos ecológicos gerais de conservação. Foram utilizadas imagens da Unidade de Conservação Parque Ecológico da Raposa, em Apucarana - Paraná, extraídas do software Google Earth , e cálculo de áreas, utilizando o SoftwareAutocad 2007. Foram encontrados cerca de 40 fragmentos que totalizaram uma área de 41.845,90 m².Amaior porcentagem de área foi a do fragmento de cobertura vegetal densa (CVD), com 50,06% distribuída em 14 fragmentos ao longo da área total, porém esse resultado pode não estar refletindo um ambiente mais conservado, principalmente devido à distância e à falta de ligações entre os fragmentos florestais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Fagner de Souza, Verõnica Klepka