ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL NA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A PESSOAS SURDAS: REVISÃO INTEGRATIVA / NONVERBAL COMMUNICATION STRATEGIES IN NURSING CARE FOR DEAF PEOPLE: INTEGRATIVE REVIEW

Maria Vitória Ribeiro da Silva, José Adelmo da Silva-Filho, Helvis Eduardo Oliveira da Silva, Roger Rodrigues da Silva, Antonio Germane Alves Pinto

Resumo


Objetivo: analisar as evidências científicas sobre a comunicação não verbal utilizada pela enfermagem na relação profissionalusuário surdo. Métodos: revisão integrativa da literatura. A busca ocorreu em abril de 2020, nas seguintes bases de dados: LILACS, SCOPUS e MEDLINE, apropriando-se do cruzamento dos descritores MeSH: persons with hearing impairments, nonverbal communication, health communication, nursing care, nursing. A amostra final foi composta por 12 artigos, que foram analisados criticamente e apresentados de forma descritiva. Resultados: as estratégias para a comunicação não verbal evidenciadas foram: linguagem de sinais, gráficos, escalas de dor, desenhos, imagens, expressão facial ou mímicas, acompanhante, tecnologias online e meios digitais, intérprete, uso de campainhas e vídeo educativo em linguagem de sinais. As barreiras comunicacionais observadas durante a assistência foram: falta de intérprete e de enfermeiros/facilitadores que consigam estabelecer a comunicação por meio da linguagem de sinais, o que facilitaria a comunicação com os pacientes e acompanhantes. Conclusão: existem diversas ferramentas de comunicação não verbal que objetivam a simplificação para estabelecimento da comunicação com pacientes surdos, no entanto, alguns desses instrumentos ainda não foram inseridos na prática assistencial da enfermagem. Descritores: Pessoas com Deficiência Auditiva; Comunicação Não Verbal; Comunicação em Saúde; Enfermagem

Texto completo:

PDF PDF-ING

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2596-0342