BIOSSEGURANÇA NO ARMAZENAMENTO, REUTILIZAÇÃO E DESCARTE DOS INSUMOS DA INSULINOTERAPIA: PERSPECTIVA DOS USUÁRIOS / BIOSAFETY IN STORAGE, REUSE AND DISPOSAL OF INSULIN THERAPY INPUTS: USERS’ PERSPECTIVE

Bruno Souza do Nascimento, Tassia de Arruda Bonfim, Thamires Fernandes Cardoso da Silva Rodrigues, Mayara Caroline Ribeiro Antonio Viegas, Cátia Teixeira da Rocha Vanzella, Mara Cristina Ribeiro Furlan

Resumo


Objetivo: conhecer o método de armazenamento, reutilização e descarte dos insumos perfuro cortantes sob a percepção de pessoas com Diabetes Mellitus insulinodependentes. Método: estudo descritivo e exploratório, de abordagem qualitativa, desenvolvido junto a 18 participantes com diagnóstico de Diabetes Mellitus, residentes em um município do Mato Grosso do Sul. Para a coleta de dados utilizou-se entrevistas semiestruturadas, áudio-gravadas, que foram transcritas na íntegra. Os depoimentos foram organizados pelo software Iramuteq® e categorizados por meio da análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: dos discursos emergiram quatro categorias: “Armazenamento e acondicionamento dos insumos utilizados na terapêutica”; “Reutilização como estratégia de otimização dos recursos”; “Descarte inadequado de resíduos oriundos da insulinoterapia”; e “Fragilidades nas informações sobre o manejo dos insumos no âmbito domiciliar”. Considerações finais: Compreendeu-se a partir das vivências de pessoas com diabetes insulinodependentes, que as informações sobre o método de armazenamento, reutilização e descarte dos insumos é incipiente, de modo que a biossegurança desses indivíduos pode ser comprometida.
Descritores: Diabetes mellitus; Atenção Primária à Saúde; Insulina; Contenção de Riscos Biológicos.


Texto completo:

PDF PDF-ING

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2596-0342