PERFIL DA MORTALIDADE NEONATAL COM ENFOQUE NA IDENTIFICAÇÃO DA EVITABILIDADE DOS ÓBITOS / PROFILE OF NEONATAL MORTALITY WITH A FOCUS ON IDENTIFYING THE AVOIDANCE OF DEATHS

Taís Regina Schapko, Silviane Galvan Pereira, Priscilla Higashi, Isabel Fernandes de Souza

Resumo


Objetivo: Identificar o perfil da mortalidade neonatal em Foz do Iguaçu/Paraná com enfoque na identificação da evitabilidade dos óbitos. Método: Pesquisa descritiva, de abordagem quantitativa. Foram utilizados os dados coletados por meio da Declaração de Óbito de neonatos, com morte ocorrida no município, entre 2014 e 2018. A amostra foi composta por 183 registros de óbitos. Resultados: A maior parte dos óbitos era de neonatos do sexo masculino, da cor/raça branca, pré-termo extremo e com peso extremamente baixo ao nascer. Predominou a gestação de único feto, o tipo de parto cesáreo, as mães não possuíam filhos vivos, não tinham histórico de perda fetal ou aborto, eram da faixa etária entre 20 e 34 anos, possuíam ensino médio completo e eram donas de casa. Conclusão: Os resultados indicam que os determinantes que mais contribuíram para a mortalidade neonatal estão na categoria proximal, em que constam os fatores biológicos, tais como o período neonatal precoce, a prematuridade e o baixo peso ao nascer. As mortes foram consideradas evitáveis e redutíveis por adequado controle na gravidez. Descritores: Saúde Materno-Infantil; Mortalidade Infantil; Recém-nascido; Morte.


Texto completo:

PDF PDF-ING

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2596-0342