ANÁLISE DOCUMENTAL DE PRONTUÁRIO DE PACIENTE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA DOCUMENTARY ANALYSIS OF PATIENT’S RCORDS: A SYSTEMATIC REVIEW OF LITERATURE

Cleiton José Santana, Magda Lúcia Felix de Oliveira, Sonia Silva Marcon

Resumo


Objetivo: identificar na literatura científica de que forma a análise documental em prontuário de paciente tem sido utilizada nas pesquisas qualitativas. Métodos: revisão sistemática da literatura a partir da busca de textos científicos publicados entre 2007 e 2017, disponíveis nas bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde e Portal de Periódicos da CAPES, a partir dos descritores combinados “análise documental”, “prontuário”, “enfermagem” e “pesquisa qualitativa”. Inicialmente foram identificadas 75 publicações, que após analisadas resultaram em uma amostra final de sete estudos.

Resultados: a síntese dos achados foi classificada e dividida em duas categorias, as quais envolvem a) as ações assistenciais do cuidado de enfermagem e b) as ações da gestão de enfermagem. Os resultados apontam para a existência de múltiplos contextos associados ao uso da análise documental em prontuários de pacientes, mas reforça que ainda existem lacunas no adequado preenchimento das informações. Considerações finais: os estudos de análise documental em prontuários de paciente, permitem uma imersão na história de saúde do doente e auxiliam o pesquisador a avaliar se as ações da equipe multiprofissional, estão adequadas às suas necessidades. Mas também, apontam que as fragilidades relacionadas a negligencia dos profissionais perante os registros realizados no prontuário precisam urgentemente ser superadas.

Descritores: Documentos; Prontuários; Enfermagem; Pesquisa qualitativa.


Texto completo:

PDF PDF-ING

Referências


Piana, MC; A construção da pesquisa documental: avanços e desafios na atuação do serviço social no campo educacional. São Paulo: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2009.

Sá-Silva, JR; Almeida, CD; Guindani, JF. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Rev Bras hist ciênc sociais, 2009 1(1):1-15.

Cechinel, A; Fontana, SAP; Della, KGP; Pereira, AS; Prado, SS. Estudo/análise documental: uma revisão teórica e metodológica. Criar Educação, 2016; 5(1).

Junior, EFG; Medeiros, S; Augusta, C. Análise documental: uma metodologia da pesquisa para a Ciência da Informação. Temática, 2017; 13(7):138-50.

Corsetti, B. A análise documental no contexto da metodologia qualitativa: uma abordagem a partir da experiência de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unisinos. UNIrevista, 2006; 1(1):32-46.

Brasil, AMFE; Medeiros, CRG; Saldanha, OMFL. Estratégia Saúde da Família: análise dos registros em prontuários. Revista Caderno Pedagógico, 2015; 12(1): 265-276.

Fraçolin, L; Brito, MDFP; Gabriel, CS; Monteiro, TM; Bernardes, A. A qualidade dos registros de enfermagem em prontuários de pacientes hospitalizados. Rev Enferm UERJ. 2012; 20(1):79-83.

Mendes, KDS; Silveira, RCCP; Galvão, CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008; 17(4):758-64.

Pimentel, A. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cad Pesquisa. 2001; (114):179-95.

Setz, VG; D’Innocenzo, M. Avaliação da qualidade dos registros de enfermagem no prontuário por meio da auditoria. Acta Paul Enferm. 2009; 22(3):313-7.

Guedes, GG; Trevisan, DD; Stancato, K. Auditoria de prescrições de enfermagem de um hospital de ensino paulista: avaliação da qualidade da assistência. Rev Adm saúde, 2013; 15(59):71-78.

Santos, VO. Eventos adversos em quimioterapia antineoplásica: subsídios para o gerenciamento em enfermagem. 2010. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery.

Santana, F; Filha, FSSC; Lando, GA. Protocolo de implantação do processo de enfermagem interfaces com a legislação. Rev enferm UFPE on line. 2016; 10(Supl. 3):1368-77.

Santos, JLG; Lima Pestana, AL; Guerrero, P; Schlindwein Hörner Meirelles, BSH; Erdmann, AL. (2013). Práticas de enfermeiros na gerência do cuidado em enfermagem e saúde: revisão integrativa. Rev Bras Enferm. 2013; 66(2):257-63.

Schoeller, SD. Processo de trabalho em reabilitação: a perspectiva do trabalhador e do usuário. Aquichan, 2015; 15(3):403-412.

Bento, LM; Schoeller, SD; Lorenzetti, J; Bento, TS; Ramos, FRS; Klein, AC. Humanização e processo de trabalho em reabilitação. Revista Baiana de Enferm. 2015, 29(1): 68-75.

Silva, C; Candiota, S; Queluci, GC; Cavalcanti, ACD; Pereira, JDMV. As situações-problema e seus graus de complexidade–menor, média e maior-em clientes com síndrome coronariana aguda. Rev enferm UFPE on line.2016; 10(1): 112-8.

Albuquerque, EAY; Albuquerque, GA; Souza, LC; Santos, SS; Rêgo, YL. Prontuário eletrônico do paciente e certificação de software em saúde: avanços que visam maior segurança dos dados médicos. Rev Bras Inovação Tec Saúde. 2017; 7(2):18-31.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2596-0342